Milton Hatoum: “Livro por encomenda: Nunca mais!”

Foi com um sorriso no rosto que Milton Hatoum deu início à conferência da quarta-feira passada no anfiteatro “Simon Bolívar”.  Misturando um pouco de francês, um pouco de espanhol e acabando com o português, o autor agradeceu a presença de todos, cativando desde já o público presente. Foi assim, com muita gente que nem conseguiu onde sentar, que o autor começou a apresentação da sua última novela Orfãos do Eldorado.

Acompanhado do seu amigo e tradutor Michel Riaudel, Milton Hatoum leu um trecho do livro como introdução à conferência. Uma vez terminada a leitura, Hatoum fez uma confissão para todos os presentes. Ele reconheceu não ter nem lido o contrato do seu último livro antes de assiná-lo. Foi por isso que ele ficou deprimido durante 6 meses, quando descobriu com surpresa que ele só tinha um ano e meio para terminar um livro de exatamente 100 páginas.  O autor explicou que escrever com esses parâmetros foi difícil demais para ele. Ele já tinha começado um projeto de mais de 60 páginas, e viu-se obrigado a abandoná-lo porque não conseguiu resolver “como transformar essa árvore numa palmeira nua”…

A coleção de Mitos da Canongate para a qual foi concebida a obra exigia um texto breve.  Hatoum então começou a escrever um texto concentrado: uma novela. A particularidade deste gênero, segundo o autor, é a dificuldade para defini-lo já que oscila entre um conto longo  e um  romance curto. De tal modo que o primeiro desafio foi concentrar a vida de vários personagens em poucas paginas. O segundo foi que a história partisse de um mito, pois a coleção assim o exigia.

Capa de Orfãos do Eldorado

O livro parte então do mito da Amazônia da cidade encantada. Essa cidade perfeita e esplendorosa que ficou incólume no fundo dos rios na qual a injustiça e a miséria não têm lugar. Nesta cidade de ouro acontece uma história de amor, mas não só isso, também surge uma história de violência da qual o autor aproveita para fazer uma crítica da realidade brasileira e latino-americana. O fato de ter meninas violentadas e abusadas sexualmente é muito comum na Amazônia, mas também nas capitais: atrás da história de amor se esconde a história da brutalidade das nossas sociedades.

Assim sendo, a pesar do tempo Hatoum conseguiu cumprir maravilhosamente o desafio do seu primeiro livro por encomenda:  Órfãos do Eldorado é uma novela de 103 páginas da coleção Mitos da Canongate.  No entanto, o autor assegurou nunca mais querer escrever um livro por encomenda.

Milton Hatoum é considerado hoje como um dos grandes escritores vivos do Brasil. Foi um prazer tê-lo conosco em um encontro onde ele esteve o tempo inteiro à disposição dos alunos para responder perguntas, compartilhar opiniões, idéias, e várias risadas…

Article écrit par Catalia González Decker

Laisser un commentaire

Entrez vos coordonnées ci-dessous ou cliquez sur une icône pour vous connecter:

Logo WordPress.com

Vous commentez à l'aide de votre compte WordPress.com. Déconnexion /  Changer )

Photo Google+

Vous commentez à l'aide de votre compte Google+. Déconnexion /  Changer )

Image Twitter

Vous commentez à l'aide de votre compte Twitter. Déconnexion /  Changer )

Photo Facebook

Vous commentez à l'aide de votre compte Facebook. Déconnexion /  Changer )

w

Connexion à %s